Redes antissociais

Oi pessoal, tudo bem?

Nunca pensei que o 7° ano seria tão difícil. Andei sumido porque já estou em semana de provas… de novo! Meus professores estão num ritmo frenético, parecendo comigo quando resolvo maratonar uma série e tento ficar virado.

Hoje na aula de português debatemos sobre as “redes sociais”. Tirando o blog e o Instagram (supervisionado e usado para divulgação das postagens), minha mãe não me deixa ter mais nenhuma. Toda vez que me arrisco a pedir para fazer um perfil, ela repete que não tenho juízo e enumera os perigos da internet. A preocupação é que eu venda um rim na deep web, invista em bitcoin, mande ou receba nudes, torne a criação de memes uma profissão (pelo menos não precisaria enfrentar o ENEM), e passe o dia navegando ou de papo, o que me distrairia ainda mais, se é que isso é possível (ok, ela tem razão quanto à distração! 😒).

Mas apesar de eu desconhecer sobre o tema por não ter conta na maior rede modinha, com o que foi falado pelos outros alunos cheguei à conclusão de que as “redes” não tem nada de “sociais”. Querem ver?

1) a pessoa tem mil, 2K, 5K de amigos e quando cruza na rua com um, nem se cumprimentam. Que amigo é esse, que vê as suas viagens, o que você comeu no dia anterior, sabe da sua vida todinha e quando esbarra contigo não rola nem um “oi”?! Um finge que não viu o outro, ou se duvidar nem se reconhecem. Onde isso tem de “social”?

2) Tá irritado? O amigo pisou na bola, não devolveu o livro que pegou emprestado, te deu kill no jogo de tiro, pediu empréstimo da sua mesada e não devolveu, falou do seu vômito cor de rosa por trás? Bora descontar na rede social e mandar aquela indireta caprichada. Tem até tema de fundo com flor ou coraçãozinho… Não tem ambiente mais propício para mirar a artilharia e mandar bala! Dependendo da indireta, você acerta vários “amigos” de uma vez só, tipo promoção… e se vestiram a carapuça o problema é de quem vestiu. Recado dado não se olha os dentes.

3) Quer coisa mais antissocial do que aquela pessoa que não curte nada que você posta, não faz um comentário sequer no seu perfil, mas fica mandando toda hora convite de joguinho sem noção. A Carol reclamou a beça disso.

4) Quer polêmica? Tá faltando emoção na vida? Que tal procurar uma treta? Lugar mais fácil para iniciar ou participar de uma, não tem. É só você buscar a categoria e o assunto. Tem para tudo quanto é gosto… desde os mais bobos até aqueles temas que incendeiam a internet. A Ana, por exemplo, vive tretando com a Milena sobre crush, boy, shippar casal, etc.

5) E o tal perfil fake? Não há coisa mais antissocial do que criar uma pessoa virtualmente falsa para interagir com os outros. Em geral, o fakezão se sente protegido para aloprar na rede.

6) Ter pai, mãe, avós, tia, todo mundo como amigo no perfil. Tá, isso aqui não é uma conduta antissocial da parte deles, mas garanto que a consequência será para você. Vai dizer que se a tua mãe te marcar naquela foto em que você está pelado na banheirinha de elefantinho, ou naquela com aquele corte de cabelo que mais parece ocasionado por um surto de piolho ou com um rato morto na cabeça, não seria um caso de vergonha master-blaster que desencadearia o maior ataque antissocial jamais visto nos teus domínios virtuais.

Simulação dos fatos:

– Pô mãe, nada a ver você postar e me marcar naquela foto onde tô vestido de índio com aquela fantasia tosca de papel crepom…

– Que nada! Tá tão fofinho! Já recebi vários comentários. Tá lindo!

-Apaga, por favor…

-Não!

– Tô passando vergonha com a galera da escola…

– Que bobagem!

– Tá detonando com a minha imagem toda trabalhada no The Punisher!

– Na-na-ni-na-não…

-Aahhhhhhhhhhhhhhh!!!!

Delete profile- deletar perfil. Click.

🤯🤯🤯🤯🤯🤯🤯🤯

Apesar de todos esses relatos, um dia ainda terei um perfilzinho para chamar de meu. 😄

E aí, comentem o que acharam da postagem… e até a próxima.

PS: Tirinha irada do Carlos Ruas.

PS2: A professora explicou que a internet não é terra de ninguém, e que as pessoas podem responder até na Justiça se fizerem algo de errado. O importante é respeitar os comentários e ideias dos outros, mesmo que sejam diferentes das nossas.

27 comentários sobre “Redes antissociais

  1. Sua mãe tem razão sobre a distração rsrs E realmente, rede social não é o melhor nome. É mais uma rede para você saber da vida dos outros e, eventualmente, conversar com algumas pessoas. Pra mim, a melhor rede social é o Instagram mesmo. Acho que você não está perdendo muita coisa nas outras redes. 😉 Só tem treta!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Sua mãe está certa, por mais que te aborreça um pouco, ela só quer te proteger, infelizmente há muita coisa ruim na internet como qualquer outro lugar, e como sua professora disse, é uma terra de ninguém. Com certeza ela vai liberando aos poucos conforme você for amadurecendo. Enquanto isso continue com o blog, acho muito legal seu interesse pela escrita nessa idade e você se expressa muito bem nas palavras. Parabéns!

    Curtido por 2 pessoas

  3. Parabéns pelo texto! Você escreve muito bem!
    Verdade que na internet existe essa tendência absurda a tretas, e não só isso: muitos crimes são cometidos online. Demoramos enquanto sociedade a entendermos as implicações do virtual no real, e ainda é complicado punir esse tipo de crime. Mas, como tudo na vida, o problema nem sempre é a ferramenta, mas o uso que se faz dela… De qualquer forma, acho bem estranho isso de gente que se segue online e depois nem se fala pessoalmente… Eu prefiro olho no olho, e quase não uso redes sociais. E sua mãe tem razão: elas podem mesmo distrair e não agregam muito em nossa vida.

    Curtido por 1 pessoa

      1. Acredito que você será bem responsável com as redes sociais. É bom mesmo ter consciência e saber aproveitar tudo sem deixar que faça mal. 🙂
        Que bom que você gostou dos meus textos! Obrigada! ❤
        E com certeza voltarei!!! 😀

        Curtido por 1 pessoa

  4. Muito isso mesmo Huashaushau Tanto que nem uso muito o Facebook, passo mais tempo no Youtube ou no Pinterest!!! Aliás, o Youtube, pelo menos, a sua mãe te deixa usar?? Tem a desculpa dos trezentos mil canais de estudo que tem lá!! Fica a dica Haushaushuashaushu

    Curtido por 1 pessoa

  5. Adorei o Post! Só li verdades hahahaha. Acho que tenho quase todas as redes sociais kkk mas a que mais uso é o Instagram, tô até com uma doença chamada “venostories” kkk viciada em ver os stories do Instagram. Mas realmente é necessário ter muita cautela, com as redes superficiais ou antissociais e a internet em geral, pq assim como tudo na vida, ela tem muita coisa boa, porém tbm tem muita coisa ruim.

    Curtido por 1 pessoa

  6. Pingback: The Bloscar Award – Bipolar e Afins

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s