Decepções e outras confusões…

Oi pessoal, a postagem de hoje é curtinha porque estou de castigo. Na verdade, eu até achei um pouco injusta a punição já que eu não “aprontei” por querer. Mas não teve papo com a minha mãe, fui condenado sem direito a apelar ao meu pai.

Quem nunca quase matou os pais do coração que atire a primeira pedra! 😬

Tudo começou por causa de um inocente sorvete. Depois do almoço bateu aquela vontade de comer algo doce e nada melhor nesse calor do que um sorvete cremoso. Fui futucar o freezer e encontrei um pote de plástico branco com tampa vermelha. Era justamente o que eu procurava! Todo empolgado peguei a taça e a colher, e quando retirei a tampa o sorriso sumiu… era feijão congelado! 😒😒

Fui batendo os pés até a sala e encontrei Pestinha assistindo à TV.

Tá irritado, é? – ela perguntou, e eu caí na besteira de confirmar e ainda comentar a razão.

Ah, é por isso?! Eu tenho a solução, é só você ligar para a mamãe; ela foi ao mercado.

Liguei para o celular dela, e a ligação caía na caixa postal. Eu havia esquecido, mas no mercado não pegava celular.

Olha, Max… coisa chata eu ter que te ensinar tudo, hein!? Pensa um pouquinho.

Contei até 10 para não esganar a Pestinha por causa daquele seu jeito superior em falar, como se eu fosse um grande idiota, e aí quando eu me preparava para deixá-la falando sozinha ouvi uma sugestão que na hora eu achei muito boa.

É só você ligar para o mercado e pedir para chamarem a mamãe pelo alto-falante.

Pronto, sugestão acatada e lá fui eu colocar a ideia em prática. Busquei na internet o telefone do mercado e liguei. Expliquei a quem me atendeu que minha mãe estava lá fazendo compras e que eu precisava falar com ela com urgência.

Sra. Manuela Souza, Sra. Manuela Souza, favor procurar a gerência com urgência! – repetia a atendente ao microfone.

A moça muito gente boa e solícita me explicou que eu precisava aguardar alguns minutos na linha, pois minha mãe já poderia ter ido embora do mercado. Passaram-se 2 minutos e mamãe atende o telefone toda esbaforida, mal conseguindo respirar e com a voz trêmula:

A-a-lô!

Naquele instante eu me dei conta da grande porcaria (não posso falar palavrão, né!?) que eu havia feito.

Alôôô! Alôôô!!!

-Oi mãe…

-Max! Max, meu filhoaconteceu alguma coisa em casa?? Pegou fogo?? Você tá bem??

-Uhum

Então, foi com a sua irmã?!? O que houve???

-Não houve nada..fica calma.

Ahhh, que alívio! Estou quase tendo um treco aqui! Meu coração quase saiu pela boca quando anunciaram meu nome. Tá tudo bem mesmo?

-Simmm…

-Então, qual a razão de ligar para o mercado e quase me matar?

Não tive coragem de dizer que era para ela trazer um pote de sorvete e acabei inventando que tinha acabado o papel higiênico, afinal é item de primeira necessidade! 😬😬

Acabei caindo na armadilha da Pestinha, ficando de castigo e sem o sorvete que tanto queria.

E vocês, já deram aquele susto nos seus pais? Comentem aí!

12 comentários sobre “Decepções e outras confusões…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s