Quem nunca?

Quem nunca quis ficar doente para faltar aula, que atire a primeira pedra!

Semana que vem eu já terei algumas provas (entre elas, a famigerada prova de matemática) e uma doença leve iria ser de grande utilidade!

Alguns anos atrás, eu assisti a um filme onde o menino fingia estar doente para faltar aula, e quando a mãe não estava vendo ele esquentava o termômetro no abajur ao lado da cama. Achei o plano perfeito e tentei fazer igual, mas, infelizmente, a minha mãezinha foi mais esperta e achou muito estranho o termômetro marcar 39° enquanto a testa estava fresquinha, fresquinha. O negócio ficou feio, e de lá para cá toda vez que eu ensaiava dizer que estava doente, ela ameaçava me levar ao hospital e se o médico dissesse que eu não tinha nada, o castigo seria 01 mês sem videogame! 😳

O plano precisava ser aprimorado, eu precisaria ficar doente de verdade! Na tentativa, já tomei banho frio e corri pelado pela casa, vai que uma corrente de ar me acertasse em cheio; já visitei colega achando que ele estava com catapora, mas era na verdade, só alergia; já fiz um monte de mistura maluca para ver se eu tinha um piriri; só que nada disso surtiu efeito, e pelos vistos, a minha saúde é de ferro! Deve ser em razão do ar puro da cidade ou porque desde pequeno eu tive contato com múltiplas bactérias e adquiri certa imortalidade (fui criança raiz: melequenta, pé no chão, comi barro, agarrava todos os bichinhos que via, etc…).

Aqui na minha cidade há um surto de conjuntivite e a Chica veio trabalhar de óculos escuros, se sentindo a celebridade. Como ela atrasou um pouquinho, veio com uma história de que o carteiro a encontrou no caminho, estendeu um papelzinho e ela sentiu que ele queria um autógrafo. Não satisfeito, o moço continuou atrás dela, abanando o papel e gritando “AR”, “AR”. Como ela não sabia que diabos era “aérre”, e achou o homem muito insistente, apertou o passo e resolveu seguir um caminho diferente.

Me livrei de um estalq, Dona Manuela!

– Estalq?

– É uma palavra gringa. Acontece muito com as celebritys…

– Hã?!

– Homi tarado, Dona Manu! Taradoooo!!

Minha mãe perguntou o por quê dela não ter avisado que estava doente, e ela respondeu que não aguentaria ficar em casa deitada no sofá sem fazer nada (😳!!!) e aproveitou para desfilar por aí com a cara da chiqueza.

Minha sagaz genitora quase teve um treco. Preocupada com uma possível contaminação de todos da casa, declarou que estávamos em risco biológico e chamou Pestinha e eu no canto para nos dar um vidrinho de álcool gel, com instruções precisas de como usar.

Tudo isso acabou me dando uma ideia. Vou tentar pegar conjuntivite da Chica! Se precisar faço passinho e tudo. 😬🙃

P.S: imagem do blog terrademordor.wordpress.com

P.S2: Pessoal, não tentem isso em casa, hein?! 😉

11 comentários sobre “Quem nunca?

  1. Leandro

    Faça o seguinte: acorde mais cedo, vá no banheiro, pegue um secador de cabelo, mire para seu rosto (de longe, óbvio) e fique 3 minutos, depois desligue, e, quando sua mãe acordar, fale com ela que está com febre, pegue a mão dela e ponha em sua testa. De nada.

    Curtido por 3 pessoas

  2. Pingback: Coragem – minhanada facilvida

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s