A voz!

Hoje eu tive um sonho tão maluco, mas tão maluco, que eu resolvi contar aqui no blog.

Eu sonhei que estava no programa A Voz. Só que não como cantor. Como jurado. Éramos eu, Toninho Uau, o Chewie e o Piririca. Cada um tinha a sua cadeira com o famoso botão vermelho.

O primeiro candidato entrou no palco. A música começou a tocar e percebi uma tentativa de assobio. O coitado tentava assobiar e não saía direito.

Fiu..fiu fiu.. fi-fi..fiu…

Vinte segundos de “vergonha alheia” depois, começou uma voz desafinada.. uou.. uou.. uou.. sweet child o’ mine! Uou… Uou..uou.. sweet child o’ miiiiiiiiiiiine!!!!

Nenhum de nós virou durante a tortura musical. Mas, quando a música acaba as cadeiras viram automaticamente, e foi aí que quase caí de bunda no chão, quando dei de cara com o meu pai de peruca ruiva e lenço na cabeça. Emudeci.

Esse lenço que te envolve como faz uma mãe com o filho nos braços, abraça e eleva a mente. Não desista de seus sonhos e siga navegando na música – disse Toninho Uau.

Abestado! Você escolheu a música errada para a sua “vozi”… tinha que ter cantado “tá tranquilo, tá favorável”… purquê era mais fáciil – concluiu o Piririca.

-hhhhhhrrrrrraaaaaaeeeerrrrreeee! Hhhhhrrrrraaaaeeeeeerrrreeee!!!! – gritou o Chewie.

O segundo candidato entrou no palco. Um silêncio abissal. Imaginei logo que o público devia estar em choque pela falta de reação. A melodia iniciou e era muito conhecida.

Hoje eu tenho uma proposta, a gente se embola, e perde a linha a noite toda…

Foi um pouquinho melhor que o primeiro, mas também ninguém virou. Terminada a canção, a desgraçada da cadeira vira sozinha nos obrigando a encarar o pobre do cantor. Que situação desagradável! É tipo, pedir para ir ao banheiro e entupir, sem querer, o vaso sanitário da casa do amigo ou descobrir que não tem papel. Posso garantir que é a mesma sensação! 😬😬

Não sei por quê eu ainda me surpreendo. Dei de cara com a Chica, vestindo um macacão de lycra rosa neon, botas brancas até o joelho, uma peruca platinada, lisa, até a cintura, e o nariz, antes batatudo estava arrebitado, preso entre duas fitas durex.

Que ser reluzente! Dádiva divina! Qual o seu nome, meu anjo?

– Lady Di’ Chica….meu nome artístico.

Piririca, Chewie e eu, permanecemos mudos.

Como uma criatura mística, uma fênix, eu tenho certeza que Lady Di’ Chica, você renascerá das cinzas e se reerguerá perante os acordes musicais deste Brasil. Não desista dos seus sonhos!!! Vamos dar um “ajayôôô” para ela! – vibrava Toninho Uau.

– Minha Deusaaaa… se eu num fosse bem casado, me engraçava com a sinhora. Ô pedaçoooo!! – gritou o Piririca.

Eu tô linda, livre, leve e solta; doida para beijar na boca; linda, livre, leve e solta; doida para beijar na boca; se você não vem eu vou botar pressão, não vou te esperar, tô cheia de opção..- retrucou a Chica em seu próprio linguajar, e deu uma piscadela.

Eu fechei os olhos. Vai que ela e o Piririca se atracassem ali mesmo…era muito para mim!

Enquanto Lady Di’ Chica saía do palco fazendo o passinho da “paradinha”, as cadeiras foram reposicionadas. Foi anunciado o último candidato da noite. Graças a Deus!! Nunca pensei que julgar candidatos ruins era tão difícil.

A melodia inicial era de um rock pauleira. Coisa pesada mesmo. Olhei para o lado e o Chewie sacudia a cabeça para cima e para baixo, balançando a cabeleira. Parecia curtir. Piririca alisava o bigode e o grande Toninho Uau olhava para o alto, com as mãos espalmadas, como que agradecendo o primeiro concorrente promissor. E aí, uma vozinha fina e irritante começou a cantar:

Não atire o pau no gato-to, porque isso (isso-isso) não se faz (faz-faz), o gatinho (nho-nho), é nosso amigo (go-go), não devemos maltratar os animais. Miaaauuuu!!

Os três viraram imediatamente. Quando a minha cadeira virou, quem eu vejo ali?! A Pestinha!!

– Minha princesa politicamente correta, qual a sua graça?

Com a resposta, ele continuou.

Seu talento magnífico tocou fundo a minha’lma! Baby de luz, você nasceu para resplandecer no horizonte mundial! Essa melodia retumbante é apenas o início de uma linda saga.. escolha o meu time!

– Ô minina.. ô minina.. eu lancei um sucesso grandioso: “Amantina de Jesus”… escolhe o meu time!

– hhhhhhrrrrrraaaaaaeeeerrrrreeee! – berrava o Chewie, insistentemente.

E eu ali, tentando me beliscar para acordar.

Eu não falei que a Pestinha tem algo de estranho (se você não entendeu, leia a postagem anterior). Até nos meus sonhos ela se dá bem! 😒😒

Até a próxima, pessoal! Se gostaram, comentem!

P.S.: Foto divulgação do programa The Voice.

P.S. 2: Trechos de músicas do Guns N’ Roses, da cantora Ludmilla e da Anitta.

 

 

13 comentários sobre “A voz!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s